"Nascer, morrer, renascer ainda

 e progredir sempre,  tal é a Lei."

Citação esculpida no domo do túmulo de Allan Kardec que sintetiza a Doutrina Espírita de amor, justiça e progresso.

... a reencarnação é o progresso. É, enfim, a santa escada, pela qual devem subir todos os homens; seus degraus são as fases das diversas existências a percorrer para atingir o topo, pois Deus disse: Para chegar a ele é preciso nascer, morrer e renascer até que se tenha alcançado os limites da perfeição, e ninguém chega a Ele sem ter sido purificado pela reencarnação.”

Allan Kardec, Revista Espírita - novembro de 1861, pág 14.

DOUTRINA ESPÍRITA

Princípios básicos

A doutrina Espírita é um conjunto de leis, reveladas pelos Espíritos Superiores, contidas nas obras de Allan Kardec. O Espiritismo veio recordar e complementar os ensinamentos de Jesus. Alguns dos princípios do Espiritismo são:

  • a existência de Deus;

  • a imortalidade da alma;

  • a reencarnação;

  • o esquecimento temporário das vidas passadas;

  • a comunicabilidade dos espíritos;

  • a fé raciocinada;

  • a lei da evolução;

  • a lei do amor;

  • a pluralidade dos mundos habitados.

 

Por que conhecer o Espiritismo?

O Espiritismo responde às questões fundamentais da vida: Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos? Por que estamos aqui? É um conjunto de ensinamentos que oferece uma visão ampla e racional da existência humana e permite que iniciemos uma transformação íntima, aproximando-nos de nós mesmos e de Deus.

 

Por que frequentar uma Casa Espírita?

A Casa Espírita possui o ambiente propício à nossa evolução. Sob a orientação da Espiritualidade Superior, ela oferece atividades que auxiliam o indivíduo no seu processo de autodescobrimento, valorização e melhoria contínua.

OBRAS BÁSICAS 

O PENTATEUCO

O Livro dos Espíritos, Paris 1857.

Obra básica da Doutrina Espírita, publicada em 18 de abril de 1857. Aborda os aspectos científico, filosófico e religioso do Espiritismo. É composto de 1019 perguntas divididas em quatro partes: "Das Causas Primárias", "Do Mundo Espírita", "Das Leis Morais" e "Das Esperanças e Consolações". Cada parte deu origem a um dos demais livros do Pentateuco.

Os seres materiais constituem o mundo visível ou corpóreo, e os seres imateriais, o mundo invisível ou espiritual, isto é, dos Espíritos.?  "O Livro dos Espíritos" marca o nascimento da Doutrina Espírita e inicia o conjunto de cinco publicações que formariam a Codificação Espírita organizada por Allan Kardec. Considerado o Consolador Prometido por Jesus Cristo, o Espiritismo apresenta um novo caminho e a crença de que a vida continua após a morte. Texto fundamental para conhecer e estudar a Doutrina Espírita, "O Livro dos Espíritos" traz 1.019 perguntas, sobre diversos temas, feitas por Allan Kardec com as respectivas respostas dos Mentores Espirituais, permitindo que possamos conhecer e entender inúmeras ações que nos acompanham diariamente. 

O Livro dos Médiuns, Paris 1861.

É o livro básico da Ciência Espírita. Aborda questões sobre a mediunidade, sua prática e fundamentos.

Médium é toda pessoa que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos. Pode-se, pois, dizer que todos são mais ou menos médiuns.? Publicado pela primeira vez em 1861, "O Livro dos Médiuns" é a segunda obra da Codificação Espírita compilada por Allan Kardec. Indicado para todos os interessados em fenômenos mediúnicos, o livro é considerado o mais completo manual explicativo das atividades de comunicação com o mundo espiritual, apresentando gêneros e   formas de manifestações, além de excelente vocabulário de termos relacionados ao Espiritismo. Traduzida nesta edição por Evandro Noleto Bezerra, a obra apresenta o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os obstáculos que podem acompanhar o trabalho e a prática do Espiritismo. Uma vez que somos, quando encarnados, canais entre os planos material e espiritual, é essencial que conheçamos profundamente todos os aspectos desse relacionamento, para atingir, com sucesso, os objetivos desejados.

O Evangelho Segundo o Espiritismo, Paris 1864.

Tem como objetivo ser um código moral universal, sem distinção de culto, ao alcance de qualquer pessoa. Seu conteúdo consolador traz a Moral do Cristo e se resume numa análise profunda do Sermão da Montanha.

Terceira obra da Codificação Espírita, "O Evangelho Segundo o Espiritismo" foi publicado pela primeira vez em 1864, na França, sendo hoje o livro espírita mais lido no Brasil. Escrito em linguagem simples e acessível a todas as inteligências, sem figuras nem alegorias, contém a essência do ensino moral de Jesus. Por isso mesmo, é o abrigo onde os adeptos de todas as religiões podem reunir-se, o estandarte sob o qual todos os crentes podem colocar-se, porquanto jamais foi objeto das disputas religiosas que, em todas as épocas e em todos os lugares, têm dividido a Humanidade. Estruturado em 28 capítulos eminentemente consoladores, este livro oferece um roteiro seguro para a nossa reforma íntima, objetivo apontado pelo Cristo de Deus como indispensável para alcançarmos a felicidade vindoura, a paz interior que tanto almejamos, essa conquista que somente a observância integral das Leis Divinas pode proporcionar ao Espírito imortal na sua ascensão evolutiva para Deus.

O Céu e o Inferno, Paris 1865.

Kardec faz um balanço da evolução moral e espiritual da humanidade. A eterna questão da continuidade da vida após a morte é despida dos aparatos mitológicos para mostrar-se à luz da razão esclarecida. 

É por isso que Deus, que é soberanamente justo e bom, concede ao Espírito do homem tantas existências quantas forem necessárias para atingir o seu objetivo, que é a perfeição? Parte do conjunto de cinco obras que formam a Codificação Espírita, "O Céu e o Inferno" foi compilado por Allan Kardec e publicado pela primeira vez em 1865. Dividido em duas partes, o livro apresenta a ação da Justiça divina e a jornada que aguarda o Espírito assim que ele deixa o plano terrestre. A primeira parte da obra apresenta as diferentes crenças sobre céu e inferno, anjos e demônios, punições e recompensas depois da morte, além de análises dos conceitos sob o ponto de vista das próprias Leis da Natureza. Já a segunda parte aborda a real situação da alma, tanto durante o processo de desencarnação quanto após a morte, baseada em exemplos e depoimentos de inúmeros Espíritos bem-sucedidos ou não em suas experiências. O céu e o inferno ajuda a esclarecer mais uma face da vida além-túmulo, com suas recompensas e adversidades, de acordo com o mérito de cada um.

A Gênese, Paris 1868.

Trata das causas primárias dos milagres e das predições, com as novas leis que decorrem da observação dos fenômenos espíritas.

Obra que compõe a Codificação Espírita, "A Gênese" os milagres e as predições segundo o Espiritismo tem como base a imutabilidade das Leis divinas em dezoito capítulos, divididos em três partes distintas. A primeira parte analisa a origem da Terra e as gêneses orgânica, espiritual e mosaica, de forma lógica e racional, deixando de lado as interpretações misteriosas e as fantasias pueris sobre a criação do mundo. A segunda parte aborda a questão dos “milagres” de Jesus, explicando a natureza dos fluidos e os fatos extraordinários contidos no Evangelho. A terceira parte enfoca as predições do Evangelho, os sinais dos tempos e a geração nova, concitando os homens à prática da justiça, da paz e da fraternidade, abrindo assim uma Nova Era para a regeneração da humanidade.

OBRAS DE CONTINUIDADE

DOS ESTUDOS ESPÍRITAS

O QUE É O ESPIRITISMO, Paris 1859.

Publicado pela primeira vez em 1859, este livro é uma espécie de introdução ao estudo da Doutrina Espírita, um manual que discorre sobre os pontos fundamentais do Espiritismo, em linguagem fácil e acessível a todas as inteligências. Divide-se em três capítulos. O primeiro, sob a forma de diálogos com um crítico, um cético e um padre, traz respostas àqueles que desconhecem os princípios básicos da Doutrina, bem como apropriadas refutações aos seus contraditores. O segundo capítulo expõe partes da ciência prática e experimental caracterizando-se como um resumo de "O Livro dos Médiuns". O terceiro capítulo é uma síntese de "O Livro dos Espíritos", com a solução, apontada pela Doutrina Espírita, de problemas de ordem psicológica, moral e filosófica com que se debatia a humanidade.

OBRAS PÓSTUMAS, Paris 1890.

Publicado após a desencarnação de Allan Kardec, este livro apresenta, logo no começo, bem escrita biografia do Codificador, seguida do discurso pronunciado por Camille Flammarion quando do seu sepultamento. Reúne importantes registros deixados por Allan Kardec e se divide em duas partes. A primeira aborda assuntos como: profissão de fé espírita raciocinada; caráter e consequências religiosas das manifestações dos Espíritos; estudo sobre a natureza do Cristo; influência perniciosa das ideias materialistas; as expiações coletivas; o egoísmo e o orgulho; liberdade, igualdade, fraternidade etc. A segunda inclui apontamentos acerca da iniciação espírita de Allan Kardec; sua missão na Terra; mensagens do Espírito de Verdade e de outras entidades venerandas; o auto de fé de Barcelona; o roteiro missionário do Codificador, assim como uma “exposição de motivos”, apresentada na “Constituição do Espiritismo”, como legado do mestre lionês às sociedades espíritas do futuro.

 

AS CINCO OBRAS BÁSICAS DA DOUTRINA ESPÍRITA

Clique sobre as capas para fazer o download.

OBRAS DE CONTINUIDADE DOS ESTUDOS

DA DOUTRINA ESPÍRITA

CRONOLOGIA: Allan Kardec (1857-1870)

• 1857 – Em 18 de abril, é publicada a primeira edição de “O Livro dos Espíritos”, contendo quinhentas e uma perguntas. No momento de publicá-lo, Rivail adotou o pseudônimo de Allan Kardec. O livro foi publicado pelo livreiro Edouard Henri Justin Dentu, com tiragem inicial de 1200.


• 1858 – Em 1º de janeiro, sai à rua o primeiro número da “Revue Spirite”. Em 1º de abril, Kardec funda em Paris a “Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas”.

• 1859 – Lançamento do livro “O que é o Espiritismo”.

• 1860 – Lançamento da 2ª edição de “O Livro dos Espíritos”, com 1019 perguntas. Kardec visita os espíritas de Lyon e Saint-Étienne. A Sociedade Espírita de Paris e a “Revista Espírita” passam a ter um novo endereço: rue Ste-Anne, Passage Ste-Anne, 59.

• 1861 – Visita os espíritas de Lyon em setembro, visitando também as cidades de Sens de Mâcon. Em Barcelona, no dia 9 de outubro, trezentos livros espíritas são queimados, acontecimento denominado “Auto-de-Fé de Barcelona”. Em 15 de janeiro, é publicado “O Livro dos Médiuns”.

• 1862 – Os espíritas de Lyon e Bordéus convidam Kardec a visitá-los. Lançamento do livro “Viagem Espírita em 1862” e “O Espiritismo na sua expressão mais simples”.

• 1864 – Visita os espíritas de Bruxelas e Antuérpia. Lançamento do livro “Imitação do Evangelho segundo o Espiritismo”.

• 1865 – Lançamento da 2ª edição do livro com o título “O Evangelho Segundo o Espiritismo”. Em 1º de agosto, é publicado o livro “O Céu e o Inferno".

• 1867 – Visita à Sociedade Espírita de Bordéus.

• 1868 – Lançamento do livro “A Gênese”.

• 1869 – Desencarnação de Allan Kardec em 31 de março, na Passage Ste-Anne, 59. Ao meio-dia de 2 de abril, Allan Kardec é sepultado no Cemitério de Montmartre.

• 1870 – Em 29 de março, acontece a exumação dos despojos mortais de Allan Kardec e sua transferência para o Cemitério de Père-Lachaise.


Em 31 de março, pelas duas horas da tarde, os espíritas inauguram o monumento dolmênico levantado em memória a Allan Kardec, com a seguinte inscrição:
 

“Naítre, mourir, renaítre encore et progresser sans cesse telle est la loi”.

"Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a Lei". 

Na Obra “Justiça Divina”, capítulo 33 “Problema Conosco”, psicografada por Francisco Cândido Xavier,

o Benfeitor Emmanuel faz referência à citação que sintetiza o Espiritismo:

"É por isso que o Evangelho assevera: “Ninguém entrará no Reino de Deus sem nascer de novo”.

E o Espiritismo acentua: “Nascer, viver, morrer, renascer de novo e progredir continuamente, tal é a lei”.

SOBRE NÓS

Bem-vindo ao site do CEMA - Centro Espírita Maria Angélica.

É com muito carinho que trazemos até você algumas informações sobre a nossa Casa.

 

O CEMA é uma casa espírita cristã, voltada para o estudo, a divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec e o trabalho no bem.

VISITE NOSSAS REDES SOCIAIS

Acesse também nossa página no Facebook: @cemariaangelica,  

Visite nosso Instagram: cemaoficial e assista nosso canal oficial no YouTube: https://www.youtube.com/user/sitecema

© 2020 por Centro Espírita Maria Angélica.