Mapa do site

Inicial | Informações > Notícias

Notícias

Espiritismo renovado: a vez de Kardec no cinema

·         Depois de explorar a vida e a obra de Chico Xavier em filmes, produtores brasileiros voltam-se para o professor francês, considerado o pioneiro da doutrina

Allan Kardec. Professor de Lyon adotou pseudônimo sugerido por um dos espíritos que recebia  Foto: Arquivo

Allan Kardec. Professor de Lyon adotou pseudônimo sugerido por um dos espíritos que recebia Arquivo

RIO - A onda de filmes espíritas, que alavancou a bilheteria do cinema nacional no final da década passada, aparentemente terminou em 2011, com o lançamento de “As mães de Chico Xavier”. Os créditos finais do filme de Glauber Filho e Halder Gomes (autor do fenômeno cômico “Cine Holliúdy”, em cartaz no Rio) avisavam que a produção “encerrava as comemorações do centenário” do médium mineiro, nascido em 1910, e que havia alimentado sucessos como “Chico Xavier” (2010), de Daniel Filho, visto por cerca de 3,4 milhões de pessoas. Mas uma nova fornada de produções com essa temática começa a se desenhar no horizonte, desta vez tendo Allan Kardec (1804-1869) e sua obra como fonte de inspiração.

A biografia do escritor, educador e tradutor francês, tido como o grande codificador do espiritismo do século XIX, surge associada a projetos de proporções e ambições distintas, que começam a chegar ao circuito já em 2014. A mais visível delas é “Kardec — O filme” (título provisório), adaptação do livro “Kardec — A biografia”, de Marcel Souto Maior (leia mais ao lado), com produção da Conspiração Filmes e direção de Wagner Assis, o mesmo de “Nosso lar” (2010), drama sobre encarnação e evolução espiritual que arrastou mais de 4 milhões de brasileiros aos cinemas. Há ainda o ensaio poético experimental “Je suis Kardec”, de Ricardo Carvalho, já pronto, e “Liberté”, em fase de pré-produção, com direção do francês Karim Soumaïla e produção do brasileiro Ricardo Rihan, da Lighthouse, a mesma de “As mães de Chico Xavier”.

— Estamos vivendo o momento do Kardec. As iniciativas que estão surgindo em torno do nome dele são complementares, darão visibilidade à obra dele, assim como os filmes relacionados ao trabalho de Chico Xavier — avisa Rihan, que negocia uma parceria com produtoras francesas. — Nosso documentário tem um viés investigativo, tem o objetivo de procurar respostas para entender por que Kardec é desconhecido na França e muito estudado e seguido no Brasil. Cerca de 40% do filme serão rodados na França. Uma parceira francesa garante exibição em canais comerciais por lá.

cinebiografia clássica

A versão desenvolvida por Assis, em parceria com o roteirista L. G. Bayão, se aproxima mais da cinebiografia clássica. “Kardec — O filme”, no entanto, não pretende cobrir toda a trajetória do cientista francês, mas deve se deter ao período em que Hippolyte Léon Denizard deixou de ser um mero professor da cidade de Lyon, no meio da França, e adotou o pseudônimo famoso, sugerido por um dos espíritos que recebia e o orientava em suas pesquisas nesse campo.

— Nosso filme é um recorte da vida dele. Vamos nos concentrar na transformação do homem comum no maior estudioso do tema no século XIX — explica Assis, que convidou, mas ainda não recebeu uma confirmação do ator Tony Ramos para viver o protagonista. — Já temos dois ou três distribuidores interessados no projeto, o que é bastante atípico em se tratando do mercado brasileiro. É mais uma prova do interesse pelo tema e da popularidade do Kardec.

Os primeiros estudos de Kardec resultaram em “O livro dos espíritos”, no qual descreve as noções básicas da doutrina. Publicado em 1857, o livro serviu de base para “O filme dos espíritos” (2011), de André Marouço e Michel Dubret, com produção da Estação da Luz, a ONG que produziu “As mães de Chico Xavier” e funcionou como consultora ou coprodutora de títulos como “Bezerra de Menezes — O diário de um espírito” (2008), assistido por meio milhão de espectadores.

A Estação da Luz assina a coprodução de “Liberté” e estuda o desenvolvimento ou o apoio a novos projetos nesse terreno.

— Nossos filmes não são voltados para um público específico, são obras mais abertas. Queremos aproximar o maior número de pessoas da abordagem científica e humanista que Kardec deu ao mundo espiritual — analisa Luís Eduardo Girão, da Estação. — Acredito que chegará o momento de respirarmos o ensinamento espírita como respiramos três anos atrás, com a safra relacionada a Chico Xavier.


Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/espiritismo-renovado-vez-de-kardec-no-cinema-10865511

 

Livro reconstitui gênese do espiritismo

·         ‘Kardec — A biografia’ conta a transformação de um homem de ciências em missionário

Investigação. Marcel Souto Maior fecha um ciclo depois de “Chico Xavier” Gustavo Miranda / Gustavo Miranda

RIO - Documentar o surgimento de uma religião ou de uma doutrina pode parecer coisa de outro mundo, diante da dificuldade de se chegar às fontes. Mas para fazer o registro, em livro, da vida e obra de Allan Kardec (1804-1869), fundador (ou codificador, como preferem seus seguidores) do espiritismo, o jornalista e escritor Marcel Souto Maior contou com uma ajuda valiosa (e terrena) de seu biografado: além de várias obras que deixou, como “O livro dos espíritos” e “O livro dos médiuns”, Kardec criou uma publicação mensal, a “Revista Espírita”, em que relatava avanços, encontros e adversidades em seu caminho. Foi com base nesses textos, e ainda nos ataques ao espiritismo, mencionados em jornais e revistas da época, que Souto Maior baseou a pesquisa para “Kardec — A biografia” (editora Record).

Com edição de cem mil exemplares, “Kardec” promete repetir o sucesso de “As vidas de Chico Xavier” (1994), do mesmo autor, que já vendeu 1 milhão de exemplares. Assim como seu antecessor, este também vai virar filme. Foi a obra sobre Chico Xavier, aliás, que fez o autor voltar ao tema, duas décadas depois:

— Para decifrar o Chico tive que ler e entender Kardec. O Kardec era a bússola do Chico, que descobriu, aos 17 anos, ao ler “O livro dos espíritos”, que o que o movia eram espíritos. Narrar esta história é como fechar um ciclo — diz.

O livro é aberto com a descrição de uma sessão de mesas girantes — uma febre na elite de Paris de meados do século XIX. Hippolyte Léon Denizard Rivail era um respeitado professor, autor de um manual de aritmética adotado por décadas nas escolas francesas. Foi como homem de ciências que participou da sessão. E também como homem de ciências que testemunhou, na casa de duas jovens simplórias, outro fenômeno descrito no livro.

— Foi quando teve a percepção de que existia uma inteligência oculta. O cético até os 53 anos vira missionário, veste o casaco de general e vai à guerra para divulgar a doutrina — conta o autor.

O livro refaz a trajetória de Rivail até ali (o nome Allan Kardec foi adotado depois de um espírito lhe contar que fora um druida com esse nome), e segue a construção da doutrina espírita. O autor foi quatro vezes a Paris pesquisar na seção de periódicos da Bibliothèque National de France e visitou os locais citados por Kardec.

— Nenhuma biografia jornalística havia sido escrita sobre Kardec. Fiz uma busca no sentido de humanizar esta figura. O livro, na minha cabeça, é a história de uma convicção — diz Souto Maior, que recupera a história desde os primórdios, chegando à transformação mais importante, quando Kardec renega os fenômenos espetaculares como as mesas girantes para dar uma guinada na doutrina: a ideia de que fora da caridade não há salvação.

Quando morreu, já tinha 8 milhões de seguidores. Só no Brasil, hoje, são quatro milhões de espíritas. Leitura certa deste grupo, o livro é atraente para o público em geral, pela descrição detalhada de uma época e das circunstâncias do surgimento de uma doutrina.


Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/livro-reconstitui-genese-do-espiritismo-10865550

 

SÉTIMO CONGRESSO ESPIRITA MUNDIAL (CEM)

Não vamos a um Congresso só a passeio, vamos, principalmente, a trabalho. A realização desse grande encontro, na cidade de Havana, cidade limpa e organizada, surpreendeu-nos pela participação de quase quatro mil pessoas. Uma verdadeira festa!

Segundo dados apresentados pelo presidente do Conselho Espirita Internacional, Sr. Charles Kempf, existem 53 países no mundo que possuem o movimento espírita , sendo que 37 desses países estão integrados ao Conselho Espírita Internacional (CEI). Neste congresso, tivemos a participação de 25 países, incluído o Brasil. O tema central do Congresso foi: “La Educação Espiritual y la Caridade en la construcción de um mundo de Paz”.

O slogan do Sétimo Congresso foi “Ponle el corazón al Espiritismo de Cuba!” (Ponha o coração no Espiritismo de Cuba) e a logomarca foi um coração desenhado pela metade, em torno do numero sete. Antes de cada atividade do evento, o público era levado a repetir o slogan e, ao final de cada trabalho, o coração ganhava mais um pedacinho no seu traçado, de modo que, no último dia do evento, o coração havia se completado. Foi lindo e emocionante! O clima foi de paz e fraternidade no grande teatro Lazaro Peña, no centro de Havana.

O ponto alto do Congresso, além do resgate de tantas almas, foi a palestra de Divaldo Franco, na abertura, explanando sobre o tema central do Congresso ou seja, a Educação para a Paz. Bendita mediunidade que nos permitiu assistir o efeito da sua luz nos tratamentos espirituais!

Houve também uma homenagem especial a Divaldo, uma das grandes vozes de divulgação do Espiritismo no mundo. As apresentações artísticas em canto coral, danças típicas e vídeos foram de alto nível, demonstrando o carinho com que foi preparado esse encontro de três dias. O mais impressionante foi saber que Cuba tem 571 núcleos espiritas registrados e 50 em vias de registro, sendo o segundo pais mais espirita do mundo. O primeiro é o Brasil, com cerca de 14 mil núcleos espíritas. O movimento espírita cubano tem contado com forte apoio brasileiro e foi relatado que a Federação Espírita Brasileira fez, há alguns anos, a doação de 14.000 Livros dos Espíritos às instituições espíritas de lá.

O Congresso apresentou figuras ilustres do Espiritismo mundial, tais como: Dr. Fábio Villarraga, da Colombia; Dr. Vitor Feria, de Portugal; Dra. Vanessa Anseloni, dos Estados Unidos; Dra. Marlene Nobre, do Brasil; Sra. Elsa Rossi, da Inglaterra; Dr. Servando Agramonte, de Cuba; Sr. Roberto Versiani, de Brasília; Prof. José Velázquez, de El Salvador; Dra. Maria de La Gracia de Ender, do Panamá; Sra. Jussa Korngld, dos Estados Unidos; Dr. Jorge Camargo Zurita, do México; Dr. José Vasquez, da Venezuela; Sr. Salvador Martin, da Espanha; Dr. Edwin Bravo, da Guatemala; Sr. Edgardo machuca, de Porto Rico; Prof. Gustavo Martinez, da Argentina; Sr. Cesar Perri, presidente da FEB, e tantos outros. Cada um contribuiu com seu jeito peculiar de falar sobre as transformações ocorridas em si mesmo e às comunidades em que vivem, resultado dos estudos e da prática espírita.

Ao nos despedirmos do Congresso, consolidamos a certeza de que vale a pena participar das iniciativas do Conselho Espirita Internacional para divulgar, mundo a fora, o Espiritismo!

Lisboa nos aguarda em 2016, para o 8o Congresso Mundial, e aguarda também a você, irmão e irmã espirita! Afinal por que somos brasileiros espíritas? Marque na sua agenda, temos três anos para nos prepararmos! Parafraseando o lema do 7o Congresso, dizemos: Ponha o coração no Espiritismo do mundo!

LEILA BRANDÃO

TV CEI chega do NOW

O conteúdo da TV CEI chegou na Net, através do NOW.

É compatível com seleções HD ou HD MAX.

Acesse pelo canal 1 ou pelo portal da sua NET HD e confira os conteúdos em: NOW > NOW Gratis > Espiritualidade.


Já estão disponíoveis os seguintes títulos:

  • Documentário Nosso Lar
  • Vozes do Grande Além: Alcoólatra
  • Vozes do Grande Além: Ato de Caridade
  • Sexualidade (Alberto Almeida)
  • Reencarnação e Terapias Regressivas
  • Mundo Além 3
  • Doutrina Espírita para Principiantes 1 a 4

Programa Transformação - Ação Social

Uma aula, um grupo de jovens interessados e um resultado sensacional. A descrição parece clara, mas talvez seja insuficiente para relatar o sucesso do trabalho realizado pela turma do Programa Transformação do CEMA.

A partir do tema Sonhos e Solidariedade II, a ideia do voluntário Ricardo Calçado de escutar e trabalhar com os jovens sobre as questões e problemas de sua comunidade foi posta em prática com o objetivo de tentar encontrar as respectivas soluções, por meio de um diagnóstico social.

Com caneta, papel e máquina fotográfica na mão, os jovens caminhariam pela comunidade, identificando os principais problemas. Entretanto, esta abordagem não foi possível por questões de autorização local.

Problema? Muito pelo contrário, este pequeno entrave acabou se transformando em uma alternativa muito positiva para a aula: Os jovens desenharam um Mapa da Comunidade, onde foram localizando, cada aluno, rua, referências e sinalizando os problemas da região.

Ricardo Calçado dividiu os jovens em três grupos, de acordo com a moradia dos alunos, e cada grupo desenvolveu textos, cartazes e ideias para solucionar os problemas.

- “Fiquei muito impressionado pela dedicação de todos, pois não queriam parar de fazer as atividades, até na hora do lanche, e continuaram além do planejado, preparando o material das apresentações”, relatou Ricardo.

Ao término dos trabalhos, cada grupo se apresentou, exibindo os cartazes confeccionados e as conclusões a que chegaram sobre como eles podem fazer uma mudança no local.

Dentre os principais problemas identificados pelos grupos estão: lixo pelas ruas; focos de doença pela comunidade (água parada, lixo, etc) e falta de respeito e educação das pessoas.

Com base neste diagnóstico, os jovens apresentaram as seguintes soluções para melhorar a comunidade em que vivem: se cada um fizer a sua parte, as coisas melhoram (chamaram a responsabilidade para eles mesmos); dar exemplos no dia-a-dia e mutirão na comunidade, em especial a ação de saírem pelas ruas dando exemplos e conscientizando os moradores dos problemas e as respectivas soluções.

Ricardo ficou muito feliz com o resultado da aula. Ele ainda pode perceber que a experiência deixou os jovens mais atentos aos problemas da comunidade e, principalmente, de que são parte da solução, por meio de atitudes, ações e comportamentos diários no local.

FIM? Claro que não! Ricardo alimenta o desejo de realizar um mutirão com os jovens no segundo semestre. Até lá, ele terá mais tempo para planejar com a turma que ainda é nova em termos de idade e que vai amadurecer um pouco mais. Além disso, vai tentar reunir mais jovens da comunidade.

- “Tem como fazer um belíssimo trabalho nessa área”, finalizou o evangelizador.

Grupo Pablo - Estudo sobre o Tabagismo

A Desconstrução do desejo de fumar

O tabagismo é apontado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo, sendo também considerado uma pandemia. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1,2 bilhão de pessoas, sejam fumantes. Outros dados da OMS revelam que, atualmente, morrem no mundo cinco milhões de pessoas, por ano, em consequência das doenças provocadas pelo tabaco.

O cigarro mata mais que a soma de outras causas evitáveis de morte como a cocaína, heroína, álcool, suicídios e AIDS, nos países desenvolvidos.

As pessoas têm sido alarmadas o tempo todo sobre os malefícios do cigarro, mas isto, ao que parece, não tem sido suficiente para fazer com que elas procurem, efetivamente, um tratamento para o tabagismo. E por que não procuram? A resposta pode estar dentro delas mesmo. Muita gente não crê na própria capacidade de parar de fumar. "Será que vou conseguir? Já fiz algumas tentativas por conta própria, mas não consegui... Por que tentar de novo?", perguntam-se.

Entendemos que, para cada pessoa o cigarro tem uma história, uma função, um significado diferente. Então, a "desconstrução do desejo de fumar" também é um processo, com uma lógica única, subjetiva.

Pesquisas do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que o tabagismo é o responsável por 97% dos casos de câncer da laringe, 90% das mortes por câncer de pulmão e 50% dos casos de câncer de pele. Mas, ainda é comum as pessoas relacionarem o tabagismo ao câncer de pulmão, por isso, é importante ressaltar também que o fumo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema), 45% das mortes por doença coronariana (infarto do miocárdio) e 25% das mortes por doença cerebrovascular (derrames). Parar de fumar não é só uma questão de "força de vontade" ou de proibições. Antes de qualquer coisa, o individuo deve ter em mente que ele pode sim se curar do tabagismo. Hoje, tratamentos baseados em recursos medicamentosos e terapêuticos conseguem fazer com que a grande maioria dos fumantes se liberte do cigarro em um prazo médio de três meses. São tratamentos que aliam o que existe de mais moderno em termos de medicamentos com novas abordagens terapêuticas.

Ana Lúcia Fraga - psicóloga

POSTO MÉDICO - Locais de Atendimento:

  • Vargem Grande - Cecília Donnangelo
    • Avenida dos Bandeirantes, 21.136 - Tel.: 2442-1980.
    • De 2ª feira à 6ª feira - 9h às 17h. Sala 31.
      • Fazer o cadastro e participar dos grupos com o Dr. Paulo e a assistente social Sra. Vanda (eles fornecem os medicamentos necessários).
  • Praça Seca - Policlínica Newton Bethlem
    • Rua Barão, 259 - Tel.: 3359-0220.
  • Jacarepaguá - CMS Jorge Saldanha Bandeira de Mello
    • Av. Geremário Dantas, 135 - Tel.: 3392-1555.
  • Curicica - Hospital Raphael de Paula Souza
    • Estrada de Curucica, 2.000 - Tel.: 2441-1095.
  • Recreio - CMS Harvey Ribeiro de Souza Filho
    • Av. Guiomar Novaes, 133 - Tel.: 2490-7337.

Para saber mais sobre o Grupo Pablo clique aqui.

Centro de Valorização da Vida

O CVV ajuda mais de um milhão de pessoas por ano a lidar com suas angústias, sentimentos e até a compartilhar alegria.

Acesse a reportagem aqui.

O Livro de Receitas Sabores do Coração

Autora Dinah Poli

O livro encontra-se à venda na livraria do CEMA. Toda a renda do livro, incluindo os direitos autorais, são destinados ao CEMA.

Compre o livro, estará fazendo uma doação ao CEMA e recebendo receitas deliciosas que foram reunidas com todo carinho para você.

 

Capa do Livro:

Capa do Livro Sabores do Coração

Audioteca Sal e Luz

Caros amigos,

 

Venho por meio desta mensagem divulgar o trabalho maravilhoso que é realizado na Audioteca Sal e Luz e corre o risco de acabar. A Audioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros).

 

Mas o que seria isto?
São livros que alcançam cegos e deficientes visuais, (inclusive os com dificuldade de visão pela idade avançada) de forma totalmente gratuita.

 

Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral. São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3.

 

E agora, você está se perguntando: O que eu tenho a ver com isso?
É simples. Nos ajude divulgando. Se você conhece algum cego ou deficiente visual, fale do nosso trabalho. DIVULGUE!

 

Para ter acesso ao nosso acervo, basta se associar na nossa sede, que fica na Rua Primeiro de Março, 125 - Centro. RJ. Não precisa ser morador do Rio de Janeiro.

 

A outra opção, foi uma alternativa que se criou face a dificuldade de locomoção dos deficientes na nossa cidade. Eles podem solicitar o livro pelo telefone, escolhendo o título pelo site, e enviaremos gratuitamente pelos Correios.

 

A nossa maior preocupação reside no fato que, apesar do governo estar ajudando imensamente, é preciso apresentar resultados. Precisamos atingir um número significativo de associados, que realmente contemplem o trabalho, se não ele irá se extinguir e os deficientes não poderão desfrutar da magia da leitura. Só quem tem o prazer na leitura, sabe dizer que é impossível imaginar o mundo sem os livros...

 

Ajudem-nos, Divulguem!
Atenciosamente,

 

Christiane Blume - Audioteca Sal e Luz
Rua Primeiro de Março, 125- 7. Andar
Centro- RJ. CEP 20010-000
Fone: (21) 2233-8007 / (21) 2233-8007

 

Horário de atendimento: 08 às 16 horas

 

http://audioteca.org.br/noticias.htm

 

A instituição não precisa de dinheiro, mas precisa de divulgação.

Sistema de Pesquisa Online da Revista Espírita

Fundada por Allan Kardec, A Revista Espírita, escrita de 1858 a 1869, é considerada ferramenta importante para a divulgação da Doutrina Espírita. Para aproximar essa ferramenta do público, a Federação Espírita Brasileira disponibiliza em seu site, na seção "Pesquisas", o índice da Revista Espírita, um portal alfanumérico que dá acesso ao enciclopédico mundo de informações.

Acesse em: http://www.febnet.org.br/site/pesquisas.php?SecPad=48&Sec=57

Campanha para ajudar o Hospital Psiquiátrico Pedro de Alcântara

O Hospital Pedro de Alcântara, com mais de 60 anos de experiência em Saúde Mental, busca parceiros que possam ajudar a manter essa instituição beneficente.

 

Todos Juntos! Você vai fazer a diferença!

Essa Campanha é diferente por estar direcionada a um hospital psiquiátrico. É muito mais comum falarmos de crianças, idosos, pacientes com câncer e soropositivos, do que de pessoas com transtornos mentais e compartamentais.

Essas pessoas também merecem atenção e solidariedade, pois a doença não as tornam alienadas do mundo e da sociedade.

O objetivo dessa campanha é buscar parceiros de excelência junto a pessoas físicas, pessoas jurídicas e demais segmentos sociais, que se comprometam a colaborar com o Hospital Pedro de Alcântara através de uma contribuição mensal.

Nossa instituição é uma associação beneficente, registrada no Conselho Nacional de Assistência Social - CNAS.

Página de doações: http://www.hospitalpedrodealcantara.com.br/contribua.php

Site: http://www.hospitalpedrodealcantara.com.br

O Espiritismo nas Ondas do Rádio

As rádios abaixo oferecem 24h de programação voltada para a temática espírita e também oferecem transmissão pelos seus sites.

 

Rádio Rio de Janeiro

Frequência: 1400 AM (Rio de Janeiro)

Site: http://www.radioriodejaneiro.am.br

 

Rádio Fraternidade

Site: http://www.radiofraternidade.com.br

 

Rádio Boa Nova

Frequência: 1450 AM (Grande São Paulo) e 1080 AM (Sorocaba e sudoeste de SP)

Site: http://www.radioboanova.com.br

Palestra de José Medrado, ao vivo, pela Internet

A palestra do conferencista espírita José Medrado é transmitida ao vivo, toda terça-feira, das 19h30min às 21h, no site da Cidade da Luz.

Página da transmissão: http://www.cidadedaluz.org.br/site/medrado/aovivo.php

Site da Cidade da Luz: http://www.cidadedaluz.org.br

Estudos Espíritas com Altivo Carissimi Pamphiro

Os estudos espíritas de Altivo Carissimi Pamphiro, que foi presidente do Centro Espírita Léon Denis, foram reunidos em um site. O material é composto de áudios gravados em vários centros espíritas e de apostilas com a transcrição das aulas/palestras.

Site: http://www.espacoespirita.net/altivo.php